profissões em alta em 2019

Profissões em alta em 2019

Veja quais profissões estão em alta em 2019

Devido a crise que estamos vivenciando no Brasil nos últimos anos e que felizmente está acabando ou acabou, novas tecnologiassegundo alguns economistas, os salários se mantiveram intactos e houve muito desemprego.

Contudo, graças ao enorme avanço da tecnologia no mundo todo, surgiram novas áreas em que o mercado de trabalho está superaquecido e faltam profissionais qualificados para ocuparem essas vagas.

Com essa alta no desemprego, grande parte dos profissionais se candidataram a vagas em que o salário era mais baixo, mas que a procura era maior. Mas isso a partir de agora vai mudar.

Agora com o aquecimento da economia novamente, os setores de rh estão receosos com a possibilidade de perderem os seus talentosos funcionários e não conseguirem contratar novos talentosos funcionários.

Então, o melhor é nos prepararmos para esse novo mercado de trabalho que está surgindo.

Algumas profissões não são tão novas assim, mas como lidam com o digital, estão em alta.

Para te ajudar nessa descoberta sobre essas novas profissões, há uma pesquisa detalhada neste artigo.

 

40% dos profissionais dizem que a possibilidade de crescimento é o fator mais importante na escolha de uma vaga

 

Agora vamos conferir as profissões que mais estão sendo valorizadas durante este ano de 2019 na era digital, pesquisa feita por Robert Half – empresa especializada em recrutamento e seleção, com mais de 350 escritórios espalhados em 21 países – e também dados pesquisados em outras agências e sites que pesquisam sobre o assunto:

 

vagas de empregos oportunidades de trabalho

Na área financeira

Segundo o IBGE 70% dos brasileiros têm acesso à internet de alguma maneira. Isso aumenta muito as demandas do público para serviços digitais na área financeira como bancos, empréstimos.

Duas mudanças são muito claras para nós: as Fintechs e os canais de atendimento digitais.

Essa mudança também cabe aos profissionais que precisam sempre estar atualizados, já que a tecnologia sempre avança.

As Startups nessa área receberam mais de R$ 400 milhões em investimentos, só em 2017, segundo monitoramento do Conexão Fintech.

O domínio do inglês e habilidades comportamentais como comunicação, visão de negócios, curiosidade e versatilidade são essenciais

O foco é na experiencia do usuário, então as próprias empresas estão investindo em treinamento.

Apesar das mudanças digitais, os bancos sempre se preocupam em fazer dinheiro, com isso as áreas tradicionais do mercado financeiro como a comercial e as áreas de crédito voltam a se destacar.

O pacote de remuneração para esses profissionais geralmente é formado por um salário fixo e uma renda variável, que depende da performance da instituição, da área e do próprio colaborador. Além desses benefícios financeiros, há oferta de cursos no exterior e outros treinamentos, já acordados no momento da contratação e que podem indicar uma ascensão de carreira, também chamam a atenção dos candidatos.

 

POSIÇÕES EM DESTAQUE • User e Customer Experience • Gerente de Inovação Digital • Gerente/Analista de Projetos Digitais

HABILIDADES MAIS DEMANDADAS • Perfil inovador • Visão estratégica • Boa comunicação • Inglês

 

Salários

Analista de Experiencia do Usuário – R$ 1.500 – R$ 19.000

Gerente de inovação digital – R$ 5.300 – R$ 32.400

Analista de inovação digital – R$ 3.000 – R$ 8.200

Analista de projetos digitais R$ 2.000 – R$ 12.000

Gerente de projetos digitais R$ 12.000 – R$ 20.000

 

53% dos recrutadores afirmam que encontrar profissionais qualificados é um dos maiores desafios do processo seletivo

Seguros na era digital 

Você conhece as Insurtechs?

São as Startups especializadas no setor de seguros. Não é o máximo! Após a aprovação da Resolução 359 em que foi permitido seguradoras 100% digitais, surgiram essas inovações.

Até esse setor super tradicional e burocrático está inovando, e deve ser o que mais vai sofrer mudanças.

A principal promessa das Insurtechs é simplicidade, acessibilidade, personalização e boa experiencia aos clientes. Uma grande mudança para um setor que permanecer estagnado por mais de 100 anos.

Segundo a consultoria Everis, as Insurtechs atraíram mais de US$ 9 bilhões em investimentos entre 2010 e 2016.

Esse setor está ajudando a economia e a área de Costumer Experience é a que mais deve crescer no setor.

O profissional também está mudando, nos processos seletivos as habilidades técnicas são importantes, mas as comportamentais são as que vão definir pela escolha do candidato.

Habilidades como a versatilidade, boa comunicação, curiosidade, flexibilidade, são supervalorizadas.

Para cargos mais gerenciais, as empresas pedem um perfil mais empreendedor com ideias que acelerem o crescimento do negócio.

Equipes reduzidas com profissionais multitarefas também chamam a atenção dos recrutadores.

 

POSIÇÕES EM DESTAQUE • User e Customer Experience • Gerente Atuarial • Analista de Subscrição (Underwriter) • Gerente Comercial / Executivo de Contas

HABILIDADES MAIS DEMANDADAS • Perfil inovador • Visão estratégica • Boa comunicação • Inglês

 

Salários

Analista R$ 5 mil – 10 mil

CFO R$ 28 mil – 55 mil

Costumer Experience Analyst R$ 1 mil – 19 mil

Gerente Atuarial R$ 9 mil – 21 mil

Analista de Subscrição R$ 5 mil – 10 mil

Gerente comercial – R$ 9 mi -19500

 

Tecnologia Estratégica (Desenvolvedores, UX e outros)

Antigamente a área de TI era vista somente como suporte, e hoje é uma área vital para a empresa, em decorrência da imensa transformação que o mundo está passando e a tendência é que essas transformações aumentem. A área da Tecnologia da Informação é uma área estratégia! E quem não tem essa visão estará fora do mercado de trabalho muito em breve, se isso já não tiver acontecido.

Hoje em dia o profissional da TI deve ser comunicativo, por exemplo, coisa que antes não era preciso. Ele precisa interagir com outros setores da empresa para potencializar os resultados.

Os gerentes precisam ter qualificações como a liderança além do aspecto técnico. Os times são ágeis, então é exigido um líder que os guie e que com isso os resultados da empresa sejam potencializados.

Gestores que só delegam função estão com os dias contados.

Essa transformação digital aumentou muito a necessidade de desenvolvedores de diversas linguagens. As empresas, então, investem muito em treinamentos e elas querem que os conhecimentos adquiridos fiquem dentro da empresa.

Os profissionais de cloud também estão em destaque, pois os serviços estão saindo de servidores físicos para a nuvem, por segurança, qualidade e baixo custo.

 

POSIÇÕES EM DESTAQUE • Desenvolvedores • Chief Technology Officer • User e Interface Experience (UX / UI) • Business Intelligence •

Cloud HABILIDADES MAIS DEMANDADAS • Visão estratégica • Boa comunicação • Idiomas

 

Salários

UX user experience R$ 1200 – 9.000

analista de testes R$ 4.000 – 8.000

Engenheiro de software R$ 8.000 – 18.000

Agile coach R$ 15.000 – 27.000

Scrum master R$ 8.000 – 15.000

PO R$ 10.000 – 18.000

Desenvolvedor back-end R$ 4.000 – 13.000

Desenvolvedor ful-stack R$ 5.000 – 14.000

Desenvolvedor front-end R$ 4.000 – 12.000

Desenvolvedor mobile R$ 6.000 – 13.000

Gerente TI generalista R$ 14.000 – 25.000

Coordenador de TI R$ 10.000 – 16.000

CSO – Diretor de segurança R$ 25.000 – 35.000

CTO diretor de tecnologia R$ 20.000 – 35.000

CIO diretor de TI R$ 22.000 – 40.000

Acréscimo nos salaries de acordo com os conhecimentos abaixo:

ASP development 3% C# / .NET development 5% C++ development 3% Java development 8% JavaScript 8% PHP development 5% Delphi 1% Ruby 8% Python 10% Node.js 10% Angular.js 10%

Especialista de redes R$ 8 mil – 12 mil

Analista de redes R$ 3500 – 7500

Gerente de projetos R$ 8 mil – 15 mil

Consultor ERP R$ 8 mil – 20 mil

Analista de negócios R$ 6 mil – 13 mil

 

As seguintes habilidades podem gerar acréscimo nos salários:

Cisco 5%

Avaya 3%

Linux / Unix 5%

Voip 5%

Windows 3%

LAN 3%

WAN 3%

Wifi 3%

PABX 3%

Oracle 5%

SAP 5%

Totys 3%

Dynamics 5%

Sales Force 8%

 

Vendas e Marketing

Esse departamento é a porta de entrada para receitas, e com sinais de melhora na economia, esse mercado está voltando a se expandir.

Porém, importante ter bem claro que os consumidores mudaram. Hoje há informação disponível sobre tudo, basta pesquisar, os clientes tornaram-se seletivos e críticos.

A relação entre Marketing e Vendas nunca foi tão necessária. Os clientes são bem mais compreendidos e realmente conseguem consumir o produto que desejam e da empresa que desejam. O poder nunca esteva tão na mão dos clientes, com isso, as empresas precisam oferecer o melhor serviço, produto, possível, se ela quer se sair bem no mercado.

 

Gestão data-driven

Hoje há dados disponíveis, isso muda o perfil buscado pelas empresas.

O profissional de marketing precisa, atualmente, ter uma veia analítica, entender os números e saber interpretar os dados diversos que são colhidos.

O planejamento de marketing deve ser feito com base em informações confiáveis e concretas, tornando a área mais estratégica.

Além disso, os profissionais com habilidades voltadas para mídias sociais e marketing digital também são muito requisitados.

A área de marketing, como as outras, estão valorizando mais os profissionais multitarefas, fazer mais com menos.

 

Os consumidores buscam satisfação, exclusividade e transparência! Por isso, as posições de Key Account e Gerente de Vendas se destacam.

 

Foco no resultado e geração de receita, é isso que as empresas querem.

 

POSIÇÕES EM DESTAQUE

  • Coordenador de Marketing Digital
  • Analista de Inteligência de Mercado
  • Key Account
  • Gerente de Vendas
HABILIDADES MAIS DEMANDADAS
  • Multitarefas
  • Perfil analítico
  • Hunter

 

Salários com Foco em resultados

Coordenador de marketing digital R$ 5.100 – R$ 10.500

Analista de inteligência de mercado – R$ 5.300 – R$ 9.500

Key account manager R$ 10.500 – R$ 20.000

Gerente Regional de vendas R$ 10.600 – R$ 27.000

Gerente geral – R$ 30.000 – R$ 105.000

 

profissões em alta em 2019

Saiba o que é Marketing Digital aqui

 

Oportunidades de emprego

Pesquisei as principais oportunidades de emprego em outras 3 áreas, veja:

 

 

  • Recursos Humanos

Gerente de RH generalista

Habilidades: conhecer tecnologias, visão estratégica com foco nos objetivos da empresa, comprometimento

Salário: de R$ 11 mil a R$ 26 mil

 

  • Jurídico

Gerente jurídico

Habilidades: conhecedor de tecnologias, comunicativo, comprometido, que tenha um perfil comercial e visão clara do negócio

Salário: de R$ 12 mil a R$ 25 mil

 

  • Engenharia

Comprador – com o objetivo de reduzir os custos da empresa nas compras com fornecedores

Habilidades: flexível, analítico, comprometido, bem especializado, conhecedor do produto ou serviço, com foco nos resultados, comunicativo e que se relacione bem interpessoalmente, por fim com inglês fluente

Salário: de R$ 5.000 a R$ 13,5 mil

 

 

Profissões com alta chance de contratação até 2020

 

Segundo a pesquisa da Firjan – organização privada e sem fins lucrativos cuja missão é promover a competitividade empresarial as 10 principais áreas que surgem com possibilidade real de contratação são:

  1. Comprasvagas de empregos
  2. Comercial
  3. Tecnologia da Informação (TI)
  4. Serviços Gerais
  5. Planejamento
  6. Atendimento ao Cliente
  7. Recursos Humanos
  8. Marketing
  9. Comunicação
  • Ouvidoria

 

Outra pesquisa, essa feita pela Catho – site brasileiro de classificados de emprego – dos setores com maior empregabilidade a partir deste ano de 2019:
Engenheiro de inteligência artificial
  • Perfil: área sem graduação específica ainda, mas formações em TI, matemática e áreas afins são as mais indicadas.
  • Profissional cruza dados e informações ensinando as máquinas a pensar como humanos.
  • Aplicada em vários nichos de mercado, por isso é uma área em alta.
  • Salário: de R$ 6.000 a R$ 10.000
Bioinformacionista
  • Perfil: esse profissional atua prevenindo doenças genéticas e nos estudos da reprodução humana. Formação: biologia, física, química, biologia, matemática, ciências biomédicas e outras. É necessário mestrado e doutorado em bioinformática. Esses profissionais atuam em hospitais, laboratórios, em centros de pesquisas e indústrias farmacêuticas.
  • Salário: de R$ 4.000 a 7.000
Técnico em telemedicina (veja os robos desenvolvidos pela tecnologia)
  • Perfil: Profissionais responsáveis por dar suporte com videoconferência, equipamentos de áudio, vídeo, internet, além de oferecer treinamento para os profissionais de saúde.  Devem ser formados em áreas da informática, comunicações e internet, com atualização da formação com aulas online. Esse profissional pode trabalhar em hospitais e clínicas contribuindo para agilidade de recebimentos e envios de laudos e otimizar a rotina desses profissionais da área da saúde.
  • Salário: de R$ 4.000 a 7.000

 

COMUNICAÇÃO E MARKETING

Analista de marketing digital 😊
  • Perfil: a função principal está voltada ao desenvolvimento de estratégias de marketing e identidade visual das empresas, posicionamento das marcas, comunicação em canais específicos para cada público. O profissional deve ter habilidades em comunicação social e cursos de qualificação.
  • Salário: de R$ 2.000 a R$ 4.000
Analista de Search Engine Optimization (SEO) 😊
  • Perfil: Formações como jornalismo e publicidade são os indicados, mas algumas habilidades são exigidas como inglês, web marketing, redação, analytics. Alcançar as primeiras posições nos sites de busca é algo que se tornou primordial para as empresas.
  • Salário: de R$ 3.000 a R$ 6.000

 

DIREITO

Advogado digital
  • Perfil: há muitos crimes digitais hoje em dia como o cyberbullying e o roubo de informações, e esses profissionais estão sendo necessários. Devem ter pós-graduação em direito digital.
  • Salário: de R$ 4.000 a R$ 7.000

 

RECURSOS HUMANOS

Employer Branding
  • Perfil: a era digital faz com que os profissionais mais qualificados sejam escassos no mercado, então surgem esses profissionais de RH responsáveis por recrutar os melhores talentos com foco na projeção da reputação das empresas. As graduações desejadas são administração, marketing, comunicação e RH.
  • Salário: de R$ 4.000 a R$ 8.000
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Programador Java

  • Requisitos: a linguagem Java é multiplataforma e por isso ganhou espaço em diversos dispositivos. Formações em análise e desenvolvimento de sistemas, ciência ou engenharia da computação são requisitadas. É preciso também ter especialização. Pode-se trabalhar em startups, agências e empresas que nem são da área tecnológica, fábrica de softwares. O profissional tem que ter visão de futuro, já que cada vez mais as empresas querem ser inovadas.
  • Salário: de R$ 3.000 a R$ 5.000
Analista desenvolvedor mobile
  • Perfil: o uso superintenso do celular criou esse nicho de mercado que está em alta e a tendência é aumento dessa demanda. Formações em TI são solicitadas. Noções de SEO e Google Analytics também são desejadas. O profissional planeja o aplicativo, desenvolve, implementa a arquitetura, realiza até os testes.
  • Salário: de R$ 3.000 a R$ 6.000
Programador Front-end
  • Perfil: não há uma formação específica para esse profissional, normalmente eles vêm de outras áreas de conhecimento e são autodidatas. Atuam na parte de visualização da web, com bibliotecas e frameworks, são responsáveis pelo design do conteúdo e funcionalidade da camada frontal dos sites.
  • Salário: de R$ 2.000 a R$ 5.000

De acordo com Michael Page – especializada em recrutamento e seleção de média e alta gerencia-as profissões de Cientista de dados, desenvolvedor beck-end e desenvolvedor mobile estão entre as principais áreas do mercado de trabalho.

 

As 10 profissões da era digital:

1- Especialista em Marketing Digital

 

Saímos do offline para o online. Hoje temos campanhas em sites, e-mails, redes sociais e que precisam avaliar as métricas dos resultados, já que é possível mensurar os resultados das campanhas. Tudo é feito para a propagação da marca e o alcance de consumidores em larga escala.

 

2- Gestor de Mídia Social

Quase 75% dos adultos no mundo estão nas redes sociais como facebook, linkedin, instagram, youtube, twiter. E isso fez surgir uma nova profissão: gestor de mídia social que tem como responsabilidade exclusiva a de gerir as redes sociais.

Um mercado que requer não só que os profissionais utilizem as redes sociais, mas também que eles tenham conhecimentos mais aprofundados que são conseguidos até mesmo com cursos online.

 

3- Chefe de Listening Officer

É uma profissão complementar e acima do gerenciamento de mídias sociais.

São usuários que se tornaram profissionais porque desenvolveram olhar crítico sobre essas plataformas e conseguem ter uma visão analítica que irá solucionar o problema da falta de interação do público.

O CLO chefe de listening officer é um profissional que está sempre conectado e atendo a tudo que se fala na rede.

Esse funcionário ou autônomo deve fornecer um relatório comprovando a eficácia dos esforços de comunicação da empresa.

 

4- Blogger

Surgiram como um hobby, mas a partir de 2000 começaram a ganhar espaço.

O profissional Blogger deve ser extremamente criativo e ter soluções que ainda não são encontradas na rede para vender produtos quase iguais a tantos outros no mercado, mas com promessas novas.

 

5- Especialista em SEO

É o profissional que tem foco na experiencia do usuário.

Páginas que carreguem mais rapidamente, textos mais profundos, soluções concretas para os maiores problemas das pessoas devem ser o foco.

O especialista em SEO otimiza os sites e blogs pra que eles sejam encontrados por usuários em suas pesquisas e estejam nas primeiras posições das páginas de pesquisa como Google e Bing.

 

6– Designer de App

São profissionais que desenham aplicativos que iremos utilizar. Os apps têm de ser fáceis de usar e criativos.

 

7- Desenvolvedor de App

Quando o Designer de App termina o seu trabalho é o Desenvolvedor do App que irá produzi-lo, que fará com que a aplicativa saia conforme o planejado.

 

8- Especialista em Cloud Services

Desde 2013 esse mercado está em aquecimento pois armazenar tudo na nuvem é mais seguro e mais barato, o principal para as empresas.

 

9- Analista de Big Data

Hoje em dia há uma enorme quantidade de dados que precisam ser armazenados e organizados, isso é o que esse profissional Big Data faz.

A análise de dados pela empresa pode dar a ela vantagens sobre seus concorrentes.

 

10- Data Miner

Data Miner é o profissional que realiza pesquisa de mercado. Fornecem informações precisas sobre o que funciona e o que não funciona para determinado produto, chegando a essas conclusões através de pesquisas.

Eles aumentam muito o desempenho global da empresa.

 

 

profissões em alta na era digital

Todas essas profissões citadas aqui, sejam elas novas ou antigas, agregam muito a nossa economia. E elas vieram pra ficar, têm um mercado cada vez mais sólido.

E essa pesquisa nos comprova que as pessoas que querem se manter competitivas no mercado de trabalho não podem nunca parar de estudar, o que for, precisam sempre estar ligadas as novidades já que esse mercado tecnológico e tudo o que envolve tecnologia anda com muita rapidez.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *